Teve o celular roubado no Carnaval? Veja o que fazer para ficar tranquilo.

Jornalista da Globo faz desabafo após ser vítima de golpe
Jornalista da Globo faz desabafo após ser vítima de golpe
março 11, 2019
Sergio Moro e Deltan Dallagnol se dizem alvo de ataque criminoso
junho 10, 2019
Teve o celular roubado no Carnaval? Veja o que fazer para ficar tranquilo.

Via: https://noticias.uol.com.br/tecnologia/noticias/redacao/2019/03/04/teve-o-celular-roubado-no-carnaval-veja-o-que-fazer-para-ficar-tranquilo.htm

Sabemos que a tentação de mostrar no Instagram sua fantasia ou aquele momento lindo do bloco é bem grande. Mas admita: você está correndo um grande risco quando leva seu celular para o Carnaval.

Segundo o Cemi (Cadastro Nacional de Estações Móveis Impedidas), da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) foram bloqueados no ano de 2018 um total de 1.468.836 celulares roubados. É um item bastante visado pelos ladrões, ainda mais em festas a céu aberto.

Isso fora o risco de quebrar em um tropeço, cair cerveja… mas enfim, se você foi louco a esse ponto e teve o celular perdido ou roubado, continue lendo para saber o que fazer para reduzir os danos.

Localização

Antes de mais nada é preciso ter certeza de que tanto o recurso de GPS quanto a opção de localizar o dispositivo estão ativados. Isso deve ser feito antes de ter o aparelho roubado ou perdido –se ainda está com seu celular em mãos, faça isso agora seguindo os passos do link do parágrafo anterior. Se você estava ligado nisso e agora foi roubado, siga os passos abaixo:…

Android

1) Baixe e abra o app “Localizar o meu dispositivo”. Você pode acessar o aplicativo de outro dispositivo Android e entrar com seu usuário e senha

2) É possível ainda usar o “Encontrar seu smartphone” no site do Google, em um navegador de internet no notebook, PC, celular ou tablet. É preciso logar com sua senha do Google.

3) Em ambos os casos acima, clique no modelo de celular que foi roubado, depois em “Localizar”. Se ele ainda estiver ligado, a localização do aparelho vai aparecer no mapa que surge na tela

4) Junto ao endereço aparecem três opções: reproduzir som, proteger dispositivo ou limpar dispositivo. No primeiro caso o alerta sonoro funciona mesmo se o seu celular estiver no silencioso e é ideal em caso de perda. Vai que alguém ouve e encontra?

IOS

1) Abra o site do iCloud e entre com sua conta online ou use o aplicativo “Buscar”.

2) Uma vez rastreado, um mapa com endereço atual ou a última vez que o dispositivo emitiu um sinal surge na tela. Então, você poderá ativar o “Modo Perdido”, que bloqueia o aparelho e começa a rastrear a localização, ou apagar todo o conteúdo.

E se não aparecer nenhum endereço?

Independentemente do modelo e marca do celular, é possível que não apareça nenhuma localização ao iniciar as buscas. Nestes casos, talvez o aparelho esteja sem sinal ou alguém tenha desabilitado a função. Em todo caso, tente verificar a localização depois de um tempo. Quem sabe você não tem sorte?

Chip de operadora

Bloqueio

A recomendação de especialistas é bloquear a sua linha o mais rápido possível, para evitar cobranças indevidas e o uso de serviços da operadora não autorizados por você.

Ligue para o atendimento da sua operadora, informe seus dados e solicite o bloqueio da linha por motivo de furto.

Reativação

Corra a uma loja física da sua operadora, compre um novo chip e solicite a reativação da linha. Normalmente é preciso levar um documento de identificação e/ou uma fatura da sua conta telefônica.

Essa parte pode demorar. Quando a repórter Bruna Souza Cruz teve seu celular furtado, o processo demorou mais de quatro horas para ser concluído. O pior é que o prazo para o retorno era de até 24 horas.

Aplicativos

Por via das dúvidas, altere todas as senhas dos serviços de internet usados por você: e-mails, redes sociais, internet banking, streaming como Netflix e Spotify) e outros aplicativos. Isso deve dificultar a invasão das contas. Mas invista em senhas fortes, tanto antes quanto após perder o celular.

Atenção: em casos que o serviço está com a verificação de duas etapas ativado e precisa de sua conta telefônica para receber um SMS com senha temporária, não esqueça de ter resolvido antes a questão do chip (etapa acima).

Como a perda ou roubo do celular leva seu chip de operadora junto, é melhor você passar a usar um app de tokens em vez do recebimento de senha por SMS. Novamente, é algo para você fazer antes do roubo.

Outra coisa importante é habilitar o backup automático dos seus conteúdos, como WhatsApp, Google Fotos, textos e listas de contatos. Pelo menos tudo ficará salvo na nuvem para ser usado seu futuro novo celular.

WhatsApp: um caso à parte.

Pela importância que o WhatsApp tem em suas vidas, muitas pessoas colocam dados e conteúdos sensíveis por lá. E entram em pânico na possibilidade de um ladrão acessá-lo.

Existem duas formas práticas para você conseguir bloquear sua conta do WhatsApp e impedir que o conteúdo seja acessado. Aqui abaixo segue um resumo:

1) Como falamos acima, entre em contato com a operadora e peça o bloqueio do chip com o número do seu telefone. Depois disso, adquira um novo chip e peça para a operadora reativar o número original.

Depois que estiver funcionando, é só você configurar a sua conta do WhatsApp em um outro celular. O serviço sempre pede para o usuário entrar com uma senha original enviada por SMS no primeiro login.

Se der certo, sua conta do WhatsApp deixará de funcionar no aparelho roubado/perdido e você poderá ter acesso novamente aos seus contatos. E se fez o backup das conversas, basta recuperá-las também.

2) Envie um email para o suporte do serviço — support@whatsapp.com — com a seguinte frase no título do email e no corpo da mensagem: Perdido/Roubado: Por favor, desative minha conta.

No corpo da mensagem, inclua o número do telefone em que sua conta está cadastrada. O formado dele precisa ser +55 (código do Brasil), o DDD da área em que você mora e o número. Ex: +55119XXXX-XXXX.

A conta inicialmente não é completamente apagada em casos de bloqueio. Isso só acontece depois de 30 dias.

Por isso, os contatos continuarão a ver o seu perfil e poderão enviar mensagens normalmente. O que acontece é que elas ficarão com o status “pendentes” até o prazo terminar.

Se você conseguir reativar sua conta antes dos 30 dias, as mensagens aparecerão normalmente.

Boletim de ocorrência.

Antes do roubo do seu celular, é fundamental anotar o IMEI dele. É um tipo de “código de barras” que identifica apenas o seu telefone.

Para descobrir o código, basta digitar *#06# no teclado e confirmar. Em seguida, o IMEI aparecerá na tela. Anote o número. Em alguns modelos, o IMEI aparece gravado na parte de trás do aparelho.

Saia de lá com o boletim de ocorrência em mãos. Com ele, você pode abordar a operadora novamente e pedir o bloqueio do smartphone.

As operadoras mantêm um banco de dados de dispositivos furtados e roubados. Isso ajuda a saber se um telefone usado é roubado, por exemplo.

Com o IMEI em mãos, qualquer pessoa pode acessar a base de dados do Consulta IMEI, da Anatel, e digitá-lo na página. Se constar, é um grande indício de que o celular usado foi roubado, furtado ou perdido por alguém. Veja como consultar aqui.

Errata: o texto foi atualizado 07/03/2019 às 08h54 Diferentemente do que foi dito na reportagem, não é possível recuperar o IMEI de um celular roubado a partir de um novo celular e com um novo chip de operadora, pois a repetição do procedimento mostrará apenas o IMEI do aparelho novo, e não do roubado. O texto foi alterado.

 

Conheça nosso portfólio de softwares de segurança para smartphone em: http://www.protectphoneplus.com

× WhatsApp